(85) 3227-9662 - Mecânica Especializada | ZF AutoCar

Como nasceu essa marca

Como nasceu essa marca

A história teve início há mais de um século, na Alemanha, e traduz o primeiro capítulo da motorização veicular no mundo. Os protagonistas, Gottlieb Daimler e Carl Benz construíram paralelamente os primeiros automóveis motorizados do mundo.

O pioneirismo desses homens fez com que colecionassem outras conquistas como a construção do primeiro ônibus, do primeiro caminhão com motor a gasolina e do primeiro caminhão a diesel do mundo.

Nascimento da marca

Em 1889 nasce a filha de Emil Jellinek, Mercedes – o nome feminino espanhol significa “graça”. Quatro anos mais tarde morre sua esposa.

Os negócios de Jellinek iam tão bem, que ele pode mudar-se para Nice. Ele compra seu primeiro veículo: um Dion-Bouton-Tricycle. A este segue-se um Léon-Bollée-Voiturette de três rodas, que é substituído por uma carruagem Benz de quatro assentos.

Por meio de um artigo jornalístico Jellinek tem sua atenção atraída para a Daimler-Motoren-Gesellschaft e viaja, em 1897, especificamente para Cannstatt, para visitar a Daimler. Ele encomenda seu primeiro carro Daimler, de 6 HP com acionamento por correias com motor de 2 cilindros. O carro entregue em outubro de 1897 com uma velocidade máxima de 24 km/h é muito lento para Jellinek. Ele exige uma velocidade de 40 km/h e encomenda dois veículos adicionais: ambos entregues em setembro de 1898, são carros Daimler “Phönix” com um motor horizontal de 8 HP e são os primeiros automóveis do mundo a rodar pelas ruas com motor de quatro cilindros.

Nascimento da marca: Emil Jellinek e a Daimler

Emil Jellinek que dirige uma grande casa em Nice e que possui bons contatos com o mundo financeiro internacional e com a aristocracia, desenvolve uma crescente atividade como negociante, promovendo e vendendo os automóveis Daimler nos mais altos círculos da sociedade. No ano de 1899 a DMG entrega 10 veículos a Jellinek, em 1900 já são 29.

Jellinek exige veículos cada vez mais potentes e velozes, usando-os para fins de competição – principalmente durante a “Semana de Nice” – na qual ele corre com pseudônimo. Para isso ele utiliza o nome de sua filha. O pseudônimo de Jellinek, “Mercedes”, está na boca de todo mundo nos círculos automobilísticos da época.

Marca e empresa
A história teve início há mais de um século, na Alemanha, e traduz o primeiro capítulo da motorização veicular no mundo. Os protagonistas, Gottlieb Daimler e Carl Benz construíram paralelamente os primeiros automóveis motorizados do mundo.

O pioneirismo desses homens fez com que colecionassem outras conquistas como a construção do primeiro ônibus, do primeiro caminhão com motor a gasolina e do primeiro caminhão a diesel do mundo.

Nascimento da marca
Em 1889 nasce a filha de Emil Jellinek, Mercedes – o nome feminino espanhol significa “graça”. Quatro anos mais tarde morre sua esposa.

Os negócios de Jellinek iam tão bem, que ele pode mudar-se para Nice. Ele compra seu primeiro veículo: um Dion-Bouton-Tricycle. A este segue-se um Léon-Bollée-Voiturette de três rodas, que é substituído por uma carruagem Benz de quatro assentos.

Por meio de um artigo jornalístico Jellinek tem sua atenção atraída para a Daimler-Motoren-Gesellschaft e viaja, em 1897, especificamente para Cannstatt, para visitar a Daimler. Ele encomenda seu primeiro carro Daimler, de 6 HP com acionamento por correias com motor de 2 cilindros. O carro entregue em outubro de 1897 com uma velocidade máxima de 24 km/h é muito lento para Jellinek. Ele exige uma velocidade de 40 km/h e encomenda dois veículos adicionais: ambos entregues em setembro de 1898, são carros Daimler “Phönix” com um motor horizontal de 8 HP e são os primeiros automóveis do mundo a rodar pelas ruas com motor de quatro cilindros.

Nascimento da marca: Emil Jellinek e a Daimler
Emil Jellinek que dirige uma grande casa em Nice e que possui bons contatos com o mundo financeiro internacional e com a aristocracia, desenvolve uma crescente atividade como negociante, promovendo e vendendo os automóveis Daimler nos mais altos círculos da sociedade. No ano de 1899 a DMG entrega 10 veículos a Jellinek, em 1900 já são 29.

Jellinek exige veículos cada vez mais potentes e velozes, usando-os para fins de competição – principalmente durante a “Semana de Nice” – na qual ele corre com pseudônimo. Para isso ele utiliza o nome de sua filha. O pseudônimo de Jellinek, “Mercedes”, está na boca de todo mundo nos círculos automobilísticos da época.

O Primeiro Automóvel: O Início

Em abril de 1900 transforma-se em descrição de produto, quando Jellinek e a DMG assinam um acordo de distribuição de veículos e motores. A partir daí acorda-se o desenvolvimento de uma nova forma de motor que deveria “levar o nome Daimler-Mercedes”. Catorze dias mais tarde, Jellinek encomenda 36 veículos pelo preço global de 550 mil Marcos – que em valores atuais corresponderia a 5,5 milhões de Marcos. Depois de algumas semanas, ele encomenda mais 36 veículos, todos com motor de 8 HP.

O primeiro dos carros com o novo motor, um carro de competição com 36 HP é entregue em dezembro de 1900 a Jellinek.

O Primeiro Automóvel: Um Mercedes

Este primeiro “Mercedes”, desenvolvido por Wilhelm Maybach, construtor chefe da DMG, faz furor no início do século. Com seus baixos pontos de apoio, o quadro de aço prensado, e o leve motor de alto desempenho e o radiador tipo colmeia, representam uma riqueza de inovações que o tornaram o primeiro automóvel moderno.

A “Semana de Nice”, em março de 1901, com a Mercedes praticamente imbatível em todas as disciplinas, ajudaram Jellinek e a Mercedes com uma publicidade excepcional.

Em março de 1901 são lançados os modelos irmãos 12/16 HP e 8/11 HP. As encomendas de Jellinek excedem a capacidade de produção da fábrica Daimler de Cannstatt.

O Registro da Marca

Em 23 de junho de 1902 o nome “Mercedes” é registrado como marca e em 26 de setembro está protegido legalmente. Emil Jellinek recebe em junho de 1903 autorização para usar o nome Jellinek-Mercedes. “Com certeza é a primeira vez que um pai leva o nome de sua filha”, comenta o bem sucedido negociante sobre a mudança de nome.

Em 1907 Jellinek assume o cargo de Cônsul Geral Austro-Húngaro e depois de pouco tempo Cônsul do México. Em 1909, Jellinek retira-se do negócio automobilístico, para poder assumir a chefia de operações do Consulado Austro-Húngaro em Mônaco. Ele permanece um interessado observador da construção automobilística até sua morte em 21 de janeiro de 1918.

A Estrela

O mundialmente famoso símbolo da Mercedes-Benz teve um início profético. Representando a triplicidade das atividades da Daimler, fabricante de motores para uso em terra, mar e ar, a estrela de três pontas foi adotada como logotipo em 1909, após a morte de Gottlieb Daimler. Foi inspirada numa figura que ele havia desenhado num postal, o qual remeteu à sua esposa com o seguinte comentário: um dia essa estrela brilhará sobre a minha obra.

Ao longo dos anos, o símbolo passou por várias alterações. Em 1923 foi acrescentado o círculo. E três anos depois, com a fusão das empresas Daimler e Benz, foi incluída a coroa de louros, do logotipo da Benz. A forma definitiva foi adotada em 1933 e desde então se mantém inalterada.

Manutenção preventiva

Manutenção preventiva

A manutenção preventiva em equipamentos é realizada para manter o equipamento e prolongar sua vida útil. O principal objetivo da manutenção preventiva em equipamentos é evitar ou atenuar as consequências das falhas. Isso pode ser feito impedindo a falha antes que ela ocorra realmente.
Então, agende uma manutenção preventiva na Zé Filho mecânica especializada e fique seguro com o seu automóvel.

Depoimento

Depoimento

A equipe da Zé Filho Mecânica Especializada esta de parabéns pela ótima performance principalmente ao seu idealizador apesar de ser uma empresa jovem tem uma base solida. Qualidade total.
Deus abençoe esta família e amigos.

Maria Luiz Araujo https://www.facebook.com/maria.l.araujo

O carro mais veloz do mundo

O carro mais veloz do mundo

Na categoria velocidade o vencedor é o Hennessey Venom GT que, em fevereiro de 2014, se tornou o mais novo recordista de velocidade do mundo. O superesportivo da Hennessey conseguiu atingir 435,3 km/h em sua nova versão em série. O mais impressionante é que leva apenas 13,63 segundos para alcançar de 0 a 300 km! O brinquedinho custa U$1.2 milhões.

4 Dicas sobre os cuidados dos pneus.

4 Dicas sobre os cuidados dos pneus.

É importante verificar o estado dos pneus. Estar com eles em estado irregular é considerado infração grave, com perda de cinco pontos na carteira, sem contar que o carro pode ter sua dirigibilidade e seu consumo prejudicados.

Condições dos pneus: quando os pneus atingem uma profundidade de sulco inferior a 1,6 mm, devem ser substituídos. Para ver se chegaram a esse ponto, existem indicadores nos sulcos dos pneus, o chamado TWI, identificados por um triângulo na lateral. Quando o pneu atingir esses indicadores é o momento da troca. Também é importante inspecionar as laterais dos pneus em busca de bolhas e calosidades. Elas indicam que a estrutura interna foi comprometida e o pneu precisa ser substituido imediatamente, pois corre o risco de explodir em movimento.

Calibragem e Pressão: A pressão de ar é um dos fatores críticos que afetam o desgaste do pneu e, consequentemente, sua vida útil, além de prejudicar o consumo de combustível do carro. O motorista deve checar as pressões dos pneus em intervalos de, no máximo, duas semanas, mantendo a indicada no manual do proprietário e em etiquetas estrategicamente colocadas nas laterais das portas ou tampa de abastecimento do tanque de combustível. Lembre-se de efetuar a calibragem com pneus frios e que a pressão indicada pode de acordo com a condição de carga do veículo.

Estepe: muitas vezes esquecidos, eles são fundamentais para que você não fique no meio da estrada. Nunca esqueça de conferir a calibragem e as condições gerais do estepe, assim como a presença de chave de roda e triângulo. É válido acrescentar ao kit um pano para limpar as mãos se necessário.

Alinhamento e balanceamento do veículo: além de obter melhor dirigibilidade em retas e curvas, evitando que o carro desvie ou puxe para os lados durante a frenagem, o alinhamento permite um desgaste regular dos pneus e ainda melhora o comportamente dinâmico, garantindo economia de combustível. Também é válido fazer o rodízio dos pneus periodicamente, sempre seguindo as especificações do fabricante do carro.

Você Sabia?

Você Sabia?

Audi significa Augusto em latim. Fundada em 1969, seu início começou ainda no final do século XIX, quando August Horch criou diversos automóveis que levavam o seu sobrenome.

Mesmo tendo sido o fundador, em 1909 ele brigou com os diretores da empresa e teve que sair da companhia. Sozinho, mas cheio de ideias, ele decidiu abrir outra empresa automobilística que levava o seu nome. Dessa vez, em latim, surgiu a Audi.

As 4 argolas do logo simbolizam a fusão que 4 empresas fizeram, que deram origem a Auto Union. Depois que a Alemanha se dividiu em duas, houve um grande empecilho entre todas estas aliadas, já que algumas eram capitalistas e outras, comunistas. No fim, na década de 60, a Volkswagen comprou a Auto Union e deu o logo para a Audi.

Para não haver problema entre os carros da VW e da nova marca, eles criaram uma linha restrita para esta segunda: apenas trabalhariam com carros de luxo. E é isso que vemos até os dias de hoje

O sangue do seu carro.

O sangue do seu carro.

Esqueci de trocar o óleo do carro. Tem problema? Tem sim e muito. O óleo do carro é como o sangue que circula em nossas veias. Não conseguimos viver sem sangue. E quando perdemos muito sangue, desmaiamos, perdemos a consciência. É assim com a falta de óleo, ou óleo muito baixo no motor do carro.

O nível deve ser sempre conferido, e de tempos em tempos trocado. E ainda observar sempre o tipo de óleo que pode ser colocado no motor do seu carro. Nem sempre o óleo que vai no motor do carro do seu vizinho serve para o motor do seu carro.

A lubrificação correta é fundamental para a vida útil do motor e deve fazer parte da rotina de manutenção do veículo. A função básica do óleo é, que com sua viscosidade, se evite atrito entre as peças do motor, impedindo que se desgastem ou até travem o motor. Por essa razão, a troca deve ser feita regularmente, pois o óleo vai aos poucos perdendo suaviscosidade e aderência.

Verifique o manual do fabricante, se atente ao modelo e quantidade indicados, assim como a periodicidade de troca, por período ou por quilometragem rodada.

Além do óleo, devemos ficar atentos ao filtro de óleo. A função do filtro de óleo, é eliminar partículas de metal que são geradas pela fricção das peças dos motores. O contato das peças do motor, como os pistões, podem gerar impurezas muito nocivas ao bom funcionamento do motor. Aí entra a importância do filtro de óleo.

Antes aconselhava-se a troca do filtro a cada duas ou três trocas de óleo, mas hoje, as principais montadoras indicam a troca sempre junto com a troca de óleo. E realmente é o mais indicado, pois as novas tecnologias aplicadas aos motores geram mais atrito e calor, gerando maior quantidade de impurezas.

E observe também onde realizar a troca de óleo e filtro. Procure locais indicados por amigos ou com profissionais treinados e qualificados. Hoje, o carro, também é membro da família.

O menor carro do mundo

O menor carro do mundo

O Guinness Book, livro dos recordes, garante que o menor carro do mundo (com licença para circular) é o inglês Wind UP. Ele tem pouco mais de um metro de altura (104 centímetros), 129 centímetros de comprimento e 66 de largura. O veículo pode atingir até 60 km/h.

Rebimboca da parafuseta

Rebimboca da parafuseta

Rebimboca da parafuseta é tudo aquilo que tentam te explicar a respeito de um defeito em um motor de veículo e não tem qualquer explicação, daí, como o mecânico não sabe o que é te fala isto ou outra coisa… Aqui na Zé Filho isso não acontece, pois nossos mecânicos são especialistas em motores.