(85) 3227-9662 - Mecânica Especializada | ZF AutoCar

Airbag: O salva vidas dentro do carro

Obrigatório nos carros desde 2014, o airbag é um dispositivo muito importante e pode ajudar a salvar vidas, mas para isso, é preciso que ele esteja em boas condições de uso.  Ué, mas como assim?

Pois é, além de diversos fatores importantíssimos para que o airbag funcione corretamente, é preciso dizer que ele tem prazo de validade e não dura a vida toda. Mesmo que ele não tenha sido utilizado nenhuma vez, esse dispositivo deve ser trocado em média a cada 10 anos [a duração depende também da instrução da fabricante]. Se o seu airbag não foi acionado nenhuma vez, se ainda está no prazo de validade, mas a luz no painel correspondente ao airbag continua acesa mesmo com o carro em movimento, o ideal é que leve o seu carro para a manutenção, pois possivelmente o dispositivo esteja danificado.

 

20 de Dezembro – Dia do mecânico, o doutor de carros

20 de Dezembro – Dia do mecânico, o doutor de carros

Hoje é o dia dos doutores de carros e não poderíamos deixar de dar dicas valiosas nesse dia!

Quando acontecem problemas no seu veículo, bem sabemos a dor de cabeça que é e os gastos também, por isso separamos 3 dicas simples de como cuidar do seu possante:

1- Só leve o peso necessário

Nada de super lotar o veículo,  quanto maior o peso, mais o motor se desgasta para fazer o carro rodar e mais rápido os pneus se esgotam.

2- Nada de arrancar de uma vez

Quando você pisa de uma vez no acelerador acelera também o desgaste dos componentes do motor, transmissão e principalmente da suspensão do carro.

3- Combustível, só de primeira
Muito cuidado com combustível adulterado, eles são um perigo para a saúde do seu carro. Abasteça sempre em postos com o selo da ANP e do INMETRO visíveis nas bombas de combustível.

Bom, mesmo com os devidos cuidados é sempre bom levar o seu veículo para um check-up preventivo e você já sabe, se precisar, conte com os nossos doutores de carros aqui da ZF AutoCar, eles são especializados em deixar o seu possante seguro e sempre pronto para uma aventura.

Curiosidade: Qual a diferença entre motores a diesel e a gasolina?

Curiosidade: Qual a diferença entre motores a diesel e a gasolina?

Você já se perguntou qual  a principal diferença entre motores a diesel e motores a gasolina?

A economia com diesel é de encher os olhos, mas é necessário compreender que nem sempre o mais econômico é a melhor opção. Bom, vamos começar falando que no Brasil apenas os veículos de grande porte utilizam diesel, como caminhonetes, caminhões, tratores, ônibus, etc. Carros de passeio utilizam gasolina, álcool ou etanol.

O motor de um veículo a diesel é totalmente diferente do motor de um carro de passeio. Motores a diesel são mais robustos e possuem tecnologia mais avançadas, e embora isso traga mais durabilidade ao motor, também o encarece significativamente. Outro ponto que diferencia e deve ser levado em consideração é a velocidade, carros com motores movidos a gasolina são bem mais rápidos que os movidos a diesel.

 

3 sinais de que o seu carro precisa de manutenção

3 sinais de que o seu carro precisa de manutenção

Chega um hora que até o carro cansa. Mas como saber o momento certo de levá-lo para manutenção? Existem alguns alertas que nosso veículo nos dá que são fundamentais.

Sintoma: Luz da injeção eletrônica acesa

Diagnóstico: se a luz da injeção eletrônica anda sempre acesa, o seu carro pode ter problemas nos bicos injetores, falhas em sensores ou pode ser que o combustível que você está usando é incompatível com o motor.

Sintoma: Barulho ao passar por lombadas

Diagnóstico: é muito provável que tenha chegado a hora do amortecedor e molas serem substituídos por peças novinhas.

Sintoma: Luz do oleo acesa

Diagnóstico: é muito provável que o coração do seu carro [motor] esteja com algum entupimento e prestes a fundir, mas não se desespere! O melhor a fazer é parar o veículo em um lugar seguro e deixá-lo desligado e assim que puder entre em contato conosco que vamos cuidar de tudo: (85) 3227-9662

Dicas para economizar combustível

Dicas para economizar combustível

O combustível não anda barato e toda economia é preciosa, não é mesmo? Por isso separamos 3 dicas para te ajudar a dar um breque no gaste desenfreado de combustível.

Calibre os pneus: você sabia que os pneus murchos podem ser responsáveis por cerca de 20% do consumo de combustível? Então não esqueça de calibrar os seus pneus, além da economia essa prática evita o superaquecimento e o desgaste do seu veículo.

Troca de marcha: trocas bruscas e mudança de marcha em velocidade incorreta podem ser aliadas do gasto em excesso. Atente-se ao manual do seu carro, ele explica como as mudanças devem ser  feitas.

Troca de velas: quando as velas estão ruins não geram energia adequada na para a queima da mistura de ar com combustível. O resultado disso é o aumento de combustível injetado na câmara e mais verdinhas saindo do seu bolso. Elas são um dos itens que mais influenciam no nosso gasto com combustível, por isso esteja sempre atento ao seu vencimento.

A importância do fluido correto para direção hidráulica

A importância do fluido correto para direção hidráulica

A primeira coisa que precisamos esclarecer: você não precisa fazer a troca do fluido, apenas completar para que ele sempre esteja em um nível aceitável. A grande questão é que o fluido não é igual para todos os carros, ou seja, você não pode simplesmente completar sem ver as especificações do fabricante de seu veículo.

Muitas vezes queremos fazer aquela pechincha, mas uma economia de R$15 ou R$20 no fluido pode trazer um prejuízo de aproximadamente R$3.000 para o proprietário, isso porque a lubrificação com o fluido errado pode acarretar no desgaste precoce nas placas, palhetas, eixo e muitas vezes até na bucha do eixo.

3 dicas para cuidar do coração de seu veículo

3 dicas para cuidar do coração de seu veículo

Assim como o nosso coração é importante para manter a nossa vida, o motor é extremamente necessário para colocar o seu veículo em movimento. Mas para que o coração do nosso carro bata por muito tempo é necessário tomar algumas precauções:

1- Sem fortes emoções: evite trocas bruscas de marcha.

2- Atenção à troca de óleo: entre outras funções o óleo limpa o motor do seu veículo, por isso é importante que ele esteja sempre em dia. É recomendada a troca entre 6 mil Km rodados ou cerca de 6 meses, mas lembre-se que cada caso é um caso. E o mais importante: atente-se às especificações do lubrificante correto a ser utilizado no seu veículo. Você pode consultar essa informação no manual do veículo ou com os nossos profissionais especializados.

3- Substitua os filtros:  filtros possuem vida útil, então nada de deixar ele fazer aniversário de 100 anos sem a devida troca. Os filtros são muito importantes para preservar o seu motor e fazer com que o seu carro tenha uma vida longa e feliz!

Quer mais dicas? Venha tomar um café conosco, temos profissionais capacitados para atender você e o seu veículo.

Não esqueça de seguir o nosso blog e clicar em “ver primeiro” no Facebook para garantir todas as nossas dicas sobre cuidados com o seu possante.

Pragas no carro: saiba como evitar.

Pragas no carro: saiba como evitar.

Muita gente come dentro do carro, seja para aproveitar o tempo entre um compromisso e outro, seja para acalentar o filho com fome, mas sabemos que essa é uma prática perigosa e pode acabar atraindo as temidas pragas: baratas, formigas e até mesmo ratos.

O mais indicado a fazer, antes que o caso fique muito sério, é a prevenção e controle de pragas. Especialistas recomendam que o carro seja dedetizado de 6 em 6 meses com um gel que é colocado em pontos estratégicos. Esse gel não tem cheiro, não causa prejuízo a saúde, e não precisar desprender muito tempo para isso. Cada processo de dedetização dura de 10 há 15 minutos.

Caso o carro esteja com a dirigibilidade afetada pelas pragas, ou até mesmo sem nenhuma condição de ser utilizado, o recomendado mesmo é a pulverização e a manutenção a cada 3 meses com o gel. Saiba, até mesmo carro utilizado para transporte de alimentos em caixote pode e deve ser dedetizado para uma melhor higienização e dirigibilidade.

11 Dicas que você precisa saber na hora de transportar crianças e bebês no carro.

11 Dicas que você precisa saber na hora de transportar crianças e bebês no carro.

Levar uma criança no carro exige cuidados e (muita) atenção. Se tudo o que você mais quer é transportar o bebê com conforto e segurança, veja estas 11 dicas:

1. Quais são os itens para o transporte de crianças?
Bebê conforto, base para bebê conforto (que facilita o encaixe), cadeirinha e assento de elevação (booster).
2. Quando devo usar cada item?
O que diz a lei:

0 a 1 ano: bebê conforto ou cadeirinha virada para trás.
1 a 4 anos: cadeirinha virada para a frente do carro.
4 a 7 anos e meio: booster preso no cinto de três pontas do carro (ideal até 1,45 m).

Também é importante ver o manual de instruções: mude do bebê conforto para a cadeirinha, por exemplo, quando seu filho passar do limite de altura e peso previsto no manual do bebê conforto. Outra dica: não tenha pressa para mudar de estágio. Faça a mudança com segurança!

3. O que é ISOFIX?
É um sistema de ancoragem da cadeirinha infantil. Ele é mais simples do que utilizar o cinto de três pontas para amarrar o bebê conforto ou a cadeirinha.
4. A amarração com cinto é menos segura?
Se feita corretamente, a amarração com cinto é tão segura quanto os sistemas de ancoragem Isofix e Latch. A principal diferença fica por conta da praticidade, o que também diminui as chances de instalação errada, como permitir folgas no cinto de segurança, por exemplo.
5. Qual é o tipo de cadeirinha mais seguro?
Todas as cadeirinhas verificadas pelo Inmetro cumprem as especificações de segurança. No caso dos equipamentos comprados fora do país, o ideal é ver se atende as regulamentações do mercado de origem e procurar mais informações a respeito da marca e do modelo.
6. Qual é a diferença entre Isofix e Latch?
Ambos são sistemas de ancoragem de cadeirinha, sendo o Isofix padrão europeu e o Latch padrão norte-americano. Vale lembrar que algumas cadeirinhas têm ambos os tipos de fixação, mas os sistemas não são compatíveis um com o outro. Por isso, vale ficar atento ao trazer cadeirinhas dos EUA, por exemplo, pois é mais comum carro com Isofix no Brasil.
7. Posso colocar a cadeirinha no banco da frente?
Não, é proibido por lei. O único caso permitido: para picapes de cabine simples. Mesmo assim, é necessário desligar o acionamento do airbag. Vale lembrar que o bebê conforto só pode ser usado virado para trás. Nunca coloque o bebê conforto virado para frente – o pescoço da criança fica mais protegido em caso de acidente ou frenagem brusca.
8. Qual é a melhor posição para colocar a cadeirinha no banco de trás?
Não há nenhuma determinação por lei, mas é recomendado instalar atrás do banco do passageiro por uma questão de comodidade, já que facilita a visualização da criança e reduz as chances de distração do motorista.
9. Qual é a idade permitida para passar para o banco da frente?
De acordo com a lei, a criança só pode se sentar no banco da frente a partir dos dez anos de idade, com exceção das picapes sem bancos traseiros. Ainda assim, continuam valendo as idades para bebê conforto, cadeirinha e assento de elevação. Mas não tenha pressa, o banco de trás é mais seguro até para adultos.
10. Posso comprar uma cadeirinha usada?
Não é recomendado. Você nunca vai saber se o item já foi submetido a um acidente ou a uma queda brusca, comprometendo sua efetividade.
11. Posso transportar o bebê no colo?
Não. Além de não ser permitido por lei, é extremamente perigoso. Nunca deixe de usar o item de segurança, nem se o trajeto for curto. A maioria dos acidentes acontece perto de casa, quando a velocidade não passa de 50 km/h.

5 coisas que podem prejudicar a pintura do seu carro.

5 coisas que podem prejudicar a pintura do seu carro.
1.Chuva ácida

Ela pode atacar a pintura do automóvel por conta da presença de gases e partículas (como o azoto e enxofre) na atmosfera. Esse fenômeno ocorre principalmente em grandes cidades e, infelizmente, não tem como prevenir ou identificar qual o tipo de chuva. Por isso, é recomendado lavar o carro com água ao chegar em casa após ter enfrentado uma chuva. Além disso, pode-se previnir o dano à pintura mantendo o carro sempre encerado, desta forma, a água não para na superfície.

2.Chuva de granizo

As pedrinhas de gelo podem rachar a pintura do carro. Se isso acontecer, não demore para procurar um profissional para o reparo, pois além de danificar a pintura, há risco de infiltração de água, o que enferruja a lataria.

3.Maresia

Quem mora em cidades litorâneas deve tomar ainda mais cuidado com a pintura do carro. Se o veículo apresentar amassados, arranhões ou qualquer outro dano que tenha deixado a superfície metálica exposta, procure uma oficina para reparo, pois em contato com a maresia pode criar corrosões.

4.Temperaturas extremas

Cuidado ao expor o veículo a temperaturas muito altas ou baixas. Muito frio pode craquelar o verniz. Já deixá-lo exposto a muito calor pode modificar a tonalidade da cor. Porém, fatores como esses ocorrem apenas se o automóvel ficar exposto durante muito tempo, em temperaturas acima de 35 graus, em regiões como Rio de Janeiro ou Nordeste, ou abaixo de zero, como ocorre no Sul do país. Vale ressaltar que carros novos e mais modernos possuem pinturas preparadas para isso, com camada de verniz bastante resistente. Portanto, esse fenômeno costuma ocorrer apenas com veículos antigos.

5. Sabão não neutro na lavagem

Assim como no caso anterior, o uso de produtos de limpeza não apropriados para veículos podem provocar problemas na pintura, principalmente quando não removidos completamente. Procure por produtos com PH neutro para limpeza do automóvel.